Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Notícias

27/10/2020

IBGE lança base cartográfica contínua de Santa Catarina na escala 1:25.000

IBGE lança base cartográfica contínua de Santa Catarina na escala 1:25.000 Visão Geral da Base Cartográfica Vetorial Contínua do Estado de Santa Catarina

O IBGE lança hoje (27) a Base Cartográfica Vetorial Contínua do território catarinense na escala 1:25.000, na qual 1cm equivale a 250m. Esse é o segundo conjunto de dados geoespaciais vetoriais lançados pelo Projeto BC25, para mapeamento das unidades da federação nessa escala. O primeiro estado totalmente mapeado foi o Rio de Janeiro. Os arquivos digitais dessa base são compatíveis com sistemas de informação geográfica (SIG) e podem ser acessados gratuitamente aqui.

A publicação da Base Cartográfica Vetorial Contínua do Estado de Santa Catarina, na escala 1:25.000 (BC25_SC), permite à sociedade dispor de um mapeamento planimétrico digital, através de uma base cartográfica contínua e compatível com os requisitos de precisão do Sistema Cartográfico Nacional (SCN) e adequada aos padrões e normas da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE).

A elaboração desta base é fruto do Acordo de Cooperação Técnica entre o IBGE e o Governo do Estado de Santa Catarina, que possibilitou o uso de mosaicos de fotografias aéreas ortorretificadas (ortofotos) do aerolevantamento fotogramétrico realizado pelo governo catarinense entre 2010 e 2012, além do Sistema de Informações Geográficas de Santa Catarina (SIG-SC), como insumo para a Hidrografia.

A BC25_SC foi gerada a partir de interpretação das ortofotos de Santa Catarina na escala aproximada de 1:10.000, além de levantamentos em campo e de informações de órgãos setoriais parceiros. Essa base digital está em formato livre (Shape File, GeoPackage e dump do banco PostGis), para utilização em Sistemas de Informação Geográfica, sendo compatível, inclusive, com softwares livres e gratuitos.

As principais aplicações dessa base envolvem a área de gestão ambiental, com destaque para o planejamento regional, o planejamento de Unidades de Conservação, a delimitação das Áreas de Preservação Permanente (APP), estudos em bacias hidrográficas, a concepção de projetos básicos de recuperação ambiental e as análises posicionais de empreendimentos submetidos ao licenciamento ambiental. Além disso, a base cartográfica também pode ser utilizada para elaboração de planos diretores municipais e demais estudos e planejamentos urbanos e rurais.

A modelagem segue a norma vigente no sistema de referência SIRGAS2000 e as Especificações Técnicas para a Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais na versão 3.0 (ET-EDGV 3.0), contemplando classes de 13 das categorias de informação previstas: Energia e Comunicações, Hidrografia, Limites e Localidades, Relevo, Sistema de Transporte, Sistema de Transporte/ Aeroportuário, Sistema de Transporte/ Dutos, Sistema de Transporte/ Ferroviário, Sistema de Transporte/ Hidroviário, Sistema de Transporte/ Rodoviário, Classes Base do Mapeamento Topográfico em Grandes Escalas, Cultura e Lazer e Edificações.

O produto apresenta ainda a lista dos nomes geográficos no formato CSV, para serem visualizados em ambiente SIG, onde é possível localizar, através de suas coordenadas geográficas, todos os nomes geográficos que integram a base, representados por pontos. Os nomes geográficos presentes nas listas estão associados, além de suas latitude e longitude, às respectivas categorias e classes dos elementos representados.

A BC25_SC pode ser acessada através do Geoportal da INDE e seus metadados podem ser encontrados no catálogo de metadados do IBGE.

Fonte: Comunicação Social IBGE

Voltar